quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Tendências Bijoux Primavera verão 2013



      A primavera e principalmente o verão, são os períodos mais esperados do ano nos trópicos. A temperatura permanece mais elevada, os dias mais longos, além de ser uma das principais épocas do ano para curtir férias.
Eles são os períodos do ano em que realmente sentimos a vida com maior intensidade. Ficamos mais dispostos e mais saudáveis.
Tudo tem mais brilho e charme. As pessoas têm mais vontade de sair para passear, viajar, se divertir, para aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem para oferecer de melhor nesse nosso clima ensolarado, brilhante, cheio de vida e muita cor.
     Sem falar que quase todo mundo está preocupado com a boa forma e a aparência, principalmente quando o assunto é sobre roupas e acessórios.
     De qualquer forma, sempre comentamos que ninguém é obrigado a seguir tendência nenhuma. Se você nunca gostou da cor verde, não vai usar uma blusa ou uma calça só porque todo mundo está usando certo?
     O mais importante da moda é você. As tendências descritas aqui apontam para vários caminhos e você pode perfeitamente adaptar-se ou não a qualquer uma delas no seu dia a dia.


     Depois de um longo período que marcou tanto o verão como o inverno passados, o color blocking, referência dos anos 80 e presente nas coleções de 2011 e 2012, talvez se mantenha ainda com os tons flúor nesta Primavera Verão 2013.
    Como o flúor está tendo presença forte no verão europeu de 2012, provavelmente teremos também esse forte colorido ( neon ) em nosso próximo verão. Aqui no Brasil alguns estilistas e designers de acessórios, apresentaram essas cores, mas não foram presença tão forte em suas coleções. Vimos alguns acessórios e makes bem equilibrados com as roupas, sem exageros e apenas como detalhes.
    Esse deve ser mesmo o tom. Se exagerado ou com combinação errada o look pode ficar carregado ou demais, ou seja, muito over.
   O ideal é usar peças mais básicas e sóbrias com um toque do flúor nos acessórios. Por exemplo, um lenço, uma bijoux, um cinto, etc. Com isso você ficará elegante e com o brilho do verão.


      Os exageros quase sempre são seguidos pelos seus contrapontos e a tendência das candy colors virá exatamente para suavizar as últimas temporadas e para minimizar o flúor também presente como já dissemos neste próximo verão. Essas cores tem tudo a ver com o verão, pois fazem um contraponto fantástico por exemplo com os tons de pele bronzeada.
     Candy colors, o próprio nome já diz: são cores que lembram doces, como os macarons franceses ou nossas balas de goma. As cores candy colors nada mais são do que as já conhecidas tonalidades em tons pastéis. O branco, o verde água, o azul e o rosa bebê, lilás bem clarinho, salmão, amarelo suave e os tons terrosos claros.  As cores do amanhecer compõem a cartela de cores: preto, marinho, violeta, rosáceos, ouro velho, bege e off-whitte.
      Foram cores muito usadas em peças dos anos 50 e 60. Mas estão sendo revisitadas com um ar mais atual e sofisticado. A moda como vocês sabem é cíclica. As tendências vão e vem constantemente mostrando que sempre podemos retornar ou revisitar outras tendências que foram moda no passado.
    Essas cores remetem ao romantismo, a algo mais delicado e feminino. Trazem também muita leveza e sensualidade. São tons que transitam bem nos trajes esportivos, mas também nas alfaiatarias, ou nos looks mais glamourosos. Podem ser usados por todas as idades, tanto por homens como mulheres. Das pessoas mais enxutas às mais cheinhas. Um luxo..




       Nesse embalo, vimos nas coleções peças com esse mesmo ar retrô como os modelos retos ou então evasês e godês. Muitas rendas e transparência. As estampas florais estão muito fortes, assim como os poás e até a mistura de ambos, tipo floral com Poá ou floral com floral.
     As franjas lembraram os anos 20, dando aquele movimento muito característico dessa época e muito aproveitado até mesmo pelas danças daquele período. Nos desfiles as apostas foram nos tons pastéis, geometrismo, assimetria no comprimento, transparência e rendas. As novas coleções utilizaram as composições finas, acessórios em pérolas, casquetes, cabelos presos em coque, mantendo sempre a elegância que esse visual proporciona.
      Os estilistas criativos experimentaram misturar as técnicas antigas como as técnicas atuais. A palavra de ordem é mixar. Algo artesanal como crochês, sianinha, rendas e brocados são usados com tecidos tecnológicos ou os que tem aspecto metalizado. As superfícies são jateadas com tons brilhantes e ares futuristas. Valoriza-se o artesanal, mas agrega-se o sofisticado. Outro contraponto são os materiais rústicos como couro misturado com os tecidos nobres como paetês e rendas. Bordados com lantejoulas dão um brilho discreto com rendinhas. Recortes em escamas de couro e verniz

      Viu-se também o artesanal e o tecnológico juntos.  Essa mistura das roupas com formas orgânicas e os tecidos hight tech também vale para os sapatos, bolsas, bijoux,cintos, etc. A nova temporada parece que convida a explorar diferentes realidades, culturas, estilos de vida e técnicas para criar novas formas visuais. Elementos de culturas bem diferentes, como as do leste europeu ou asiáticas poderão ser mesclados com os das culturas africanas ou as do Oriente médio e serem utilizados todas em uma mesma coleção.
    A tendência tribal continuará forte em 2013. As tribos africanas, egípcias e indígenas aparecerão com um toque mais primitivo e artesanal. Viu-se também muitos babados e lantejoulas que foram usadas como se fossem escamas, além de tecidos com aspecto de molhado. Os acessórios trouxeram pele de peixe e telinhas transparentes.
     O primitivo e o mitológico apareceram como temas, mas com ares tecnológicos. A representação é feita pelo uso de metais envelhecidos e as técnicas manuais aplicadas em materiais tecnológicos e, pelas padronagens étnicas, ou com materiais mais simples e rústicos




Os anos 50 também foram temas dos desfiles das marcas internacionais com uma leitura mais atual. As inspirações foram os verões de Palms Springs e as grandes estrelas de cinema das décadas de 40 e 50. A referência do cinema confere uma nostalgia e devaneios, para dar um alivio da realidade desagradável. A base disso é a busca por ícones, mas sem se preocupar em ser fiel com uma época ou estilo. Mas o ar é decididamente retrô. Glamurosamente vintage.  
Vimos também muitas estampas de frutas e carrinhos. As grandes saias rodadas, frente únicas, golinhas e muita renda lembram essa década fantástica. Outras grifes trouxeram temas como flora, fauna, vida aquática, principalmente do fundo dos oceanos. As cores usadas foram os tons de azul pálidos e tonalidades aquareladas, que dão o efeito de movimento.
 O futurismo dos anos 1960 também foi lembrado com temas como o Op Art, um termo usado para descrever a arte que explora as ilusões de ópticas. Os trabalhos são em geral abstratos e, muitas peças usam apenas o preto e o branco. As combinações de cores passaram pelo preto com branco e vermelho com turquesa. As estampas de margaridas relembraram o movimento Flower Power.
O peplum, volume dos tecidos na cintura, lançado por Dior na década de 40, apareceu renovado em saias, vestidos, blusas e até mesmo em casacos, conferindo ainda mais elegância e feminilidade nas peças. Em geral o peplum é usado em roupas de festa, mas podem ser mesclados com peças mais descoladas como o velho e bom jeans.
A assimetria e o mullet foram utilizadas por muitos estilistas. As saias, vestidos e camisas apareceram mais longos na parte de trás do que na frente, conferindo um ar mais sexy já que deixam à mostra as pernas ou as peças de um ombro só. Vale lembrar que a assimetria também pode ser aplicada em colares, brincos, pulseiras com franjas com vários tamanhos utilizando correntes, cordões, canutilhos, cristais, pérolas, miçangas, vidrilhos, camurça, metais, pedrarias, resinados, etc. ( leia abaixo as tendências de bijoux ).



     Sempre presentes no verão, as estampas tropicais serão características fortes. As do tipo digitais com motivos geométricos conquistaram as peças femininas. Assim como os maxi florais em tons cítricos, folhagens e pássaros, etc, apareceram em camisas, vestidos, saias, bolsas e cintos. Por isso, vá se preparando.
   Alguns estilistas trouxeram temas esportivos.  Mesclou-se sofisticação com conforto, ou sofisticação combinada com o casual. Isso pôde ser visto nas peças de alfaiataria combinado com o sportswear. A alfaiataria agregou detalhes metalizados, zíper, muitos recortes e até capuzes.
    Além de peças com tecidos mais finos e esvoaçantes com um aspecto mais despojado.




   Para a Primavera Verão 2013, a bijuteria será como um amuleto que irradiará forças mágicas e dará proteção às bravas mulheres contemporâneas, com elementos de muitas pontas, lanças, etc, com banhos envelhecidos, lembrando objetos de proteção. Os símbolos de proteção podem ser usados e abusados em pingentes ou entremeios como: crucifixo, mão de Fátima, olho grego, caveira, flor de lis, imagens de santos, etc. Todo esse visual passa um ar de mistério e muita sensualidade.
   As bijuterias vão estar cada vez maiores. Maxi colares, maxi pulseiras, maxi brincos e acessórios de cabeça com grandes flores.
Cheias de misturas de cristais com pedrarias, conferindo muito brilho com cara de uma grande festa e com muita alegria.
   O estilo Déco da decoração e arquitetura foi o inspirador de  muitos estilistas, como também os designers de jóias e bijuterias, resultando em bijuterias com um tom imponente, requintado e um quê de vintage. Colares, brincos e pulseiras poderão vir neste estilo, representados por linhas retas ou circulares, formas geométricas e design abstrato.
    O geometrismo aparecerá também em recortes em bolsas e calçados, assim como o verniz e os neons. O comprimento mullet ( assimetria )apareceu em todos os acessórios: bolsas, cintos, calçados. As Bijoux também aproveitaram essa tendência com muitas franjas destacando os desenhos em zig zag caprichadamente assimétricos. A correntaria foi muito utilizada nas coleções, assim como os cristais, miçangas e pedras, que formam trançados geométricos e mosaicos fantásticos, também serão uma forte tendência. As pérolas, vidrilhos e canutilhos foram mesclados ao filós, rendas, plumas e resinados, atribuindo sofisticação em peças mais trabalhadas.
     O crochê, o macramê e técnicas de trançados de fios também serão usados em colares e pulseiras.
De forma geral o artesanal e os trabalhos manuais mostrados nessas coleções, foram muito usados e valorizados tanto nas roupas como nos acessórios, com peças de acabamento impecável e ricas em detalhes.



Fonte: DC Bijoux Acessórios - www.dcbijoux.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela participação no blog, volte sempre!!!!